ARTISTA PLÁSTICO:
Jorge Francisco

Descrição

Na série de Pintura que apresento, foco-me no que experimenta um “espectador-actor” imerso num espaço virtual ou multissensorial. Assim como o movimento real do seu corpo produz modificações no espaço virtual, um simples deslocamento do globo ocular/ (câmara), encontra uma contrapartida no interior desses espaços simulados: as imagens sintéticas de ambientes visualizados e experimentados. A aparição constante de espaços paradoxais, ilimitados, percorridos pelas câmaras, capta objectos que não se encontram num lugar determinado. O espaço da simulação é “lugar nenhum”, espaço e imagens que conquistaram o “tempo nenhum”, do instantâneo. Confronto e excitação mútua entre material e imaterial, entre processos racionais e sensoriais em que as imagens podem activar processos lógicos, matemáticos, físicos, químicos, sensoriais, corporais, operações simbólicas e imaginativas.